27 de jun de 2008

Fim de ciclo

Último dia de aula. Meninas e meninos saem de dentro dos carros enfileirados ao longo das duas ruas que se cruzam na porta da escola. Sigo devagar pelo congestionamento, sem pressa de sair dali. Vejo meu filho no meio do grupinho que se forma na calçada, à espera do sinal do guarda, ajeitando a mochila nas costas. Olho com calma e carinho para essa cena que tenho visto tantas vezes nos últimos anos e, mais uma vez, tento reter cada pequeno detalhe na memória.
Quando ele finalmente atravessa a rua e cruza o portão da escola com os amigos, rindo, confiante sobre suas longas pernas finas de adolescente, tenho subitamente duas certezas: a de está tudo certo, e de que o tempo é uma ilusão.
Viro à esquerda e ainda arrisco olhar pelo espelho retrovisor uma última vez, mas ele não está mais lá. Volto pra minha vida com saudade do presente.

(Silvana Tavano)

3 comentários:

may shuravel disse...

Danada, você, me comovendo assim em plena manhã de dia útil(ou quase).
beijo
May

rosane queiroz disse...

Oi Sil,

sabe que eu ja tive uma sensação parecida, vendo a anita com sua lancheira descendo a rampa da escola, e me mandando beijos?

são varias menininhas, em épocas diferentes, na mesma cena...

beijos, lindo texto, RÔ

may disse...

Abusando do espaço, voltei...
Fui visitar minha velha, hoje à tarde.Ela ouve mal, enxerga mal,lembra mal(até que bem pros 98...): -Nossa, o que aconteceu com seus olhos?
Ninguém tinha notado, nem eu, o discreto inchaço.Lembrei que tinha chorado por segundos ao acordar, constatando que um montinho do cobertor não era o Trauma.-nada, mãe, dormi demais.-Tá sentindo falta do seu gato? -Um pouquinho, mãe...
E assim vamos,fotografando na mente cada detalhe dos filhotes.Essas fotos não amarelam.
beijo
May