28 de abr de 2008

Tantas Alices

A Lagarta e Alice olharam-se por algum tempo em silêncio. Finalmente, a Lagarta tirou o narguilé da boca e perguntou, em voz lânguida e sonolenta:
-- Quem é você?
Não era uma começo de conversa muito animador. Um pouco tímida, Alice respondeu:
-- Eu... eu... nem eu mesmo sei, senhora, nesse momento... eu... enfim, sei quem eu era, quando levantei esta manhã, mas acho que já me transformei várias vezes desde então.
("Alice no País das Maravilhas", de Lewis Carroll -- tradução de Sebastião Uchoa Leite, Summus, 1977 )





































































































Sempre me encanto com a curiosidade de Alice. Tem outro jeito de descobrir maravilhas?

(Silvana Tavano)
Postar um comentário