6 de abr de 2008

O jovem lê pouco?


Do escritor moçambicano Mia Couto, no Caderno 2 de hoje: "Mais grave do que não ler é não saber contar histórias. Os meninos de hoje têm uma espécie de secura no seu imaginário. Passsaram a ser consumidores de uma coisa que já vem pronta, empacotada. Deixaram de ser produtores de si mesmos".

4 comentários:

Sabina Anzuategui disse...

Será? As crianças que eu conheço não são assim.

Maria Amália Camargo disse...

Os pais andam tão ocupados, mal tem tempo para os filhos.
Será que a "falta de imaginação" das crianças não surge à partir daí?
Mas garanto que uma boa dose de conversa fiada ao longo do dia, mais um pouco de história antes de dormir, já ajudam bastante!

cadeorevisor disse...

Ainda há pouco eu comentava algo parecido sobre o Lego, que tem cada dia menos e maiores peças. Hoje dão mais valor ao produto mastigado (em todos os âmbitos) que à criação, à produção, ao raciocínio, à imaginação. Aonde será que isso nos levará?

Abraço,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com

Silvana Tavano disse...

Pablo,
também acho que textos, filmes, brinquedos, programas de tv, tudo está cada vez mais facilitado, e duvido que isso venha a produzir coisas bacanas...

Sabina,
acho que não dá mesmo pra generalizar. E que bom! Meu filho continua mais e mais curioso, assim como outras crianças que conheço. Mas eles certamente são exceções.