15 de fev de 2011

Túnel do tempo

Dentro do pequeno monóculo cinza, encontro um dia de sol de muito tempo atrás. Sentadas num barquinho de madeira, uma espécie de jangada colorida fincada na beira do mar, eu e minha irmã sorrimos, encarando o fotógrafo com os olhos franzidos por causa da claridade. Pra mirar na lente de aumento do cone de plástico acabo franzindo os olhos de novo e me revejo nesse passado que, de repente, nem parece tão distante assim.

(ST)     
Postar um comentário