14 de fev de 2011


Nos dias em que sou atleta
Pedalo sem esquecer da meta
Nos dias em que sou poeta
É o vento que conduz minha bicicleta

*A ilustração é um presente do querido amigo arquiteto e artista plástico Javier Judas, que andou passeando por aqui no final de semana.

3 comentários:

Leonardo B. disse...

[com um velho guiador, um pedal quase torto, pode-se reescrever o mundo]

um imenso abraço,

Leonardo B.

Jonas Santos disse...

é sempre um prazer entrar aqui no blog.. acho que deixa o nosso dia mais leve e criativo!!

Silvana Tavano disse...

Jonas, ler os comentários que vocês deixam também ilumina o meu dia. Obrigada!