5 de mai de 2010

Um ovni na janela


Muito gordo prum louva-a-deus, e também prum bicho-folha. Acho que é um grilo, e dos grandes. Mas não é falante, nem respondeu ao meu "bom dia" quando entrei no escritório. Ficou estacionado desse jeito um tempão, depois andou pra lá e pra cá pelo trilho da janela e parou de novo. Não tenho coragem de dar um empurrãozinho pra ele sair pela fresta. Dizem que grilo dá sorte, eu é que não vou expulsar a dita de casa. Já para os passarinhos isso foi um azar: não dá pra abrir a janela sem espantar o grilo. Hoje a turma vai ter que ter paciência -- o café da manhã no parapeito vai ser servido mais tarde.

11 comentários:

may disse...

Ah, essa sua janela encantada, sempre dando o que falar...
beijo
may

Anônimo disse...

Parece-me uma espécie da familia tettigoniidae, mas também pode ser um simples orhtoptera.Interessante criatura, de qualquer forma.E belíssima foto.
um abraço
Roberto Álvaro

Drix disse...

Hoje quem me visitou foram passarinhos!!!!

bjinhos
http://drixbarreto-drix.blogspot.com/

Anônimo disse...

acho que é o folha. Ou aquele "esperança" de uma crônica da Clarice?
aliás o texto vale a pena.

beijo Carla

Silvana Tavano disse...

Carla! Bela lembrança -- como é mesmo o nome desse conto?

Denise Portes disse...

Que alegria acordar com uma esperança na janela.
O nome da crônica da Clarice é “Nada mais que um inseto.”
Esperança, gosto muito dessa palavra e tudo que ela trás...
Beijo
Denise

Silvana Tavano disse...

Poxa, esperança e sorte. Não é tudo o que a gente pode querer ter?

Rosaly Senra disse...

Que delícia tudo isso: May, Silvana, Carla, Clarice, esperança, sorte. Literatura pura e límpida; fina e transparente, como o bichinho da janela!

Regina Guedes disse...

Este bichinho já ficou famoso. Quanta gente boa falando dele!!! As "crianças" passarinhos vão entender. Sua casa deve ter um clima maravilhoso com tantos visitantes!!
Beijinhos e um bom dia.
Regina

Anônimo disse...

não é Esperança mesmo o nome do conto?
no livro a descoberta do mundo.
um beijo para Rosaly. Quando vc vem para são Paulo?
Silvana, e depois o bicho voou?

beijos Carla

Silvana Tavano disse...

Carla: acho que a Denise tem alguma edição diferente... No meu "Felicidade Clandestina", o nome do conto (lindo, por sinal, fui reler!) também é "Esperança".
E o final dessa outra história foi assim: a esperança-grilo continuou no mesmo lugar um tempão. De vez em quando dava uma caminhada e estacionava de novo. Só foi embora quando abri a janela, lá pelas 11h. Com o movimento, ela desequilibrou e daí, sim, saiu voando.