14 de mai de 2010

Cogumeloteca


Toda vez que me atrevo no fogão acabo ligando pra minha querida amiga Tanya Volpe pra perguntar qual é o melhor tempero ou a hora certa de misturar issos com aquilos. Ela sabe tudo das artes culinárias e tem a melhor agenda dos bons restaurantes daqui e de muitos outros lugares. Esses dias, passeando pelo Fifties, descobri que ela não tem só livros na estante, ou melhor, tem outras estantes, recheadas de ingredientes deliciosos, como a dos cogumelos, com "exemplares" diferentes pra cada história -- seus preferidos são os morilles, que parecem pequenos chapéus de bruxa, mas com perninhas. Ela inventou um enredo bem saboroso com esse personagem, e a receita está aqui.

(ST)

2 comentários:

Lélia disse...

Sil, que luxo! Bruxas-morilles a gente mata, come e lambe os beiços. Beijos fifties...

tanya disse...

Sil querida,
É o seu olhar que me faz mais "sabida".Tenho,de fato, alguns sabores escondidos em prateleiras, mas esse tanto de cogumelos (!!!) estou tentando alcançar.É para que as viagens se multipliquem!
beijo fifties para você e obrigada!