1 de fev de 2009

Faz de conta

"As crianças desadoram os brinquedos que dizem tudo, preferindo os toscos nos quais a imaginação colabora. Entre um polichinelo e um sabugo, acabam conservando o sabugo. É que este ora é um homem, ora uma mulher, ora é carro, ora é boi -- e o polichinelo é sempre um raio de polichinelo".

(Monteiro Lobato)

3 comentários:

Márcio Almeida Júnior disse...

Silvana,
Seu blogue é cada vez melhor. Essa citação e seus textos são leves e, ao mesmo tempo, cumprem a função de valorizar a infância, não só aquela cronológica, mas também a de estado de espírito. Se seu blogue não existisse, teria que ser inventado.

Silvana Tavano disse...

E se não existissem leitores como você, este blogue não teria sentido!
...
Márcio: obrigada pelo comentário tão gentil.

Rê d'Ávila disse...

Verdade...
Preferem a caixa do que o presente...
Você é ótima..
Bjsssssssssssssss
Rê.