30 de nov de 2010

Acordar

Mesmo quando o dia amanhece com cara de choro, a conversa dos passarinhos canta.

(ST)

3 comentários:

Caio disse...

mãe, cê tá endoidando, poema assim só entende quem tem passarinho na janela...

Silvana Tavano disse...

hahaha, então fica entre eu e eles, já tá bom!

Carla Caruso disse...

rs rs

Adorei o poema e o diálogo.
beijos