2 de mar de 2010

Tardes de chocolate

Lado a lado, os soldados-bolinhas iam se enfileirando até ocupar todo o pátio do quartel. Sobre a mesa da cozinha, minha avó inventava um exército de brigadeiros.

(ST)

3 comentários:

Anônimo disse...

Quero entrar nessa guerra...

Márcio Almeida Júnior disse...

Micro-narrativa com gosto de poesia... É a Silvana que eu admiro.

Silvana Tavano disse...

Márcio, você andava sumido! O "viver e contar" fica de férias até quando?
um beijo