8 de mar de 2010

Mãe

Aconteceu assim: entramos no carro, eu, minha irmã e nossos filhos. Erramos o caminho, rodamos por vários lugares estranhos e, de repente, cruzamos a esquina de uma rua chamada Olga. Foi como se ela tivesse marcado um encontro com toda a família, só pra lembrar que está sempre por perto, apontando a direção.

(ST)
Postar um comentário