3 de abr de 2009

Todas as vezes

Era uma vez a história de sempre
O príncipe casa com a princesa
E nada surpreende a gente

Era outra vez uma história parecida
Só que o príncipe fica em dúvida
E a bela continua adormecida

Era a primeira vez e a história muda um pouco
De tanto fazer serenata
O príncipe fica completamente rouco

Era a segunda vez com mais novidade na história
O príncipe perde a voz de vez
Porque a princesa, imaginem, perdeu a memória!

Era a última vez dessa história sem cabeça nem pé
Tudo parece muito esquisito
Um príncipe mudo e uma princesa lelé?

Mas, quem sabe, era uma vez nova e diferente
Sem príncipe e princesa
Felizes para sempre

Era a vez de inventar uma história interessante
Em que todo mundo descobre que pode voar
Isso não parece bem mais emocionante?

(Silvana Tavano)
Postar um comentário