13 de nov de 2008

Arco-íris

Pergunto se você quer um caramelo
Ganho um sorriso amarelo

Pra não passar em branco
Invento um tombo e manco

Com o olhar verde-desconfiado
Você pede pra ver o machucado

Fico vermelho, disfarço, engabelo
Falo do reflexo dourado no seu cabelo

Fazer o quê?
Eu vejo cores em você!


(Silvana Tavano)

4 comentários:

Michele Prado disse...

Que poema lindo, Silvana! Não resisti e tive que comentar.

Silvana Tavano disse...

oi Michele!
Obrigada, que comentário gostoso!

beijos,

Maria Amália Camargo disse...

Hum... caramelo! Será que eu também daria um sorriso amarelo?
Ai, Silvana, você me deixou com vontade de comer aquelas balas que vendiam a rodo no cinema quando eu era criança. Será que ainda existem? Acho que eram da Nestlé...
Adorei o poema.
Beijocas e bom final de semana!

Marina Morena disse...

Que lindo, Sil!!!
Beijocas