26 de abr de 2010

Esforço

A menina prende tudo na garganta
Depois aperta bem apertado
Faz um, dois, três nós
Esquece que os olhos não precisam de voz
E a lágrima logo vira palavra urgente
Feita de letra transparente

(ST)

6 comentários:

Natali Assunção disse...

Lindo!
Vou linkar pelo liquidificador por esses dias, ok?
Adorei o texto.

Silvana Tavano disse...

Obrigada, Natali. É gostoso ver a minha bicicleta passeando por aí.
beijo

Flávia Reis disse...

lindo esse seu nó de escrita!
parabéns, Silvana.
Beijos,
Flávia

Soraia Moraes disse...

que preciosa a imagem da letra transparente. bjs!

Marília Maia disse...

nossa! que palavras lindas! estou feliz por conhecer a autora destes tesouros amanhã, no colégio! Um beijão!
Marília

Anônimo disse...

Putz! o poema desfez meu nó. Não olha agora que eu vou chorar.
beijo sem voz,