15 de abr de 2010

Com as abelhinhas


Aceitei o convite da psicopedagoga Rebeca Lescher pra conversar com a turma do Grêmio da Colmeia, uma espécie de "avó" das ongs, fundada em 1942 por um grupo de educadores e assistentes sociais aqui de São Paulo. Desde essa época, crianças e jovens da região se encontram ali, depois da escola, pra participar de várias atividades. Eu fui a "atividade" de ontem, num encontro muito gostoso com todo mundo na biblioteca. Na hora da foto metade da turma já tinha saído -- ficaram os mais perguntadores, como o Erick, de 9 anos, fã de histórias da mitologia grega, que aparece aí, sentadinho bem na minha frente.
Dia 28, volto pra me lambuzar com o mel da turma da manhã.

(ST)

3 comentários:

Regina Guedes disse...

Deve ter sido muito divertido. A garotada parece estar interessada. E qual foi a sensação de encarar uma turminha tão jovem? Acho um pouco difícil falar para adolescentes. Como você se sentiu?
Parabéns e sucesso no dia 28!
Bjs
Regina

Silvana Tavano disse...

oi, Regina
Foi gostoso, sempre é.
Esse encontro foi mesmo um pouco diferente porque as idades variavam muito, dos 7 aos 17. Mas o menores logo quebraram os gelo e os adolescentes foram entrando na roda. Tomara que a próxima turma também seja curiosa e perguntadeira. Depois eu conto.

Rebeca disse...

Silvana
O Marco Antônio virou seu fã. Já está acabando o livro da Creuza e disse para a turma que está adorando.
Adorei sua visita.
Rebeca