28 de fev de 2008

Ingleses elegem os clássicos mais pops

Quatro mil ingleses opinaram e elegeram os 50 melhores clássicos infantis, numa pesquisa organizada pela Booktrust, entidade beneficente que doa livros para escolas. O primeiro lugar ficou com "O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa", escrito em 1951 pelo britânico Clive Staples Lewisque -- a história faz parte do livro "As Crônicas de Nárnia", publicado aqui pela Martins Fontes. Em segundo lugar, "A Lagartinha Comilona", de Eric Carle, seguido por "Os Cinco", de Enid Blyton, "O Ursinho Pooh", de A.A. Milne e "O BGA -- Bom Gigante Amigo", de Roald Dahl. Como não podia deixar de ser, alguns estrondosos sucessos de venda, como "Capitão Cueca", de Dav Pilkey, e "Harry Potter e o Enigma do Príncipe", de J. K. Rowling, também estão entre os "clássicos" mais votados. Mas a lista traz "tops" incontestáveis como "Alice no País das Maravilhas", de Lewis Carroll, "A Fantástica Fábrica de Chocolate", de Roald Dahl, "Peter Pan", de James Barrie e "O Pequeno Príncipe", de Antoine De Saint-Exupéry. A seleção também inclui um verdadeiro clássico inglês: as histórias de "Peter Rabbit", o personagem mais famoso da ilustradora inglesa Beatrix Potter, ocupam a 11ª posição do ranking -- aliás, foi sobre ela e seus delicados personagens (como o do desenho) que escrevi o primeiro post do blog, há cinco meses.

(Silvana Tavano)
Postar um comentário