16 de fev de 2008

Boa notícia

A pesquisa é do confiável Nielsen NetRatings, um verificador de consumo online, e os dados são surpreendentes: o produto mais comprado pela internet é o livro, e os brasileiros -- sim, nós mesmos-- estão entre os cinco maiores consumidores desse item. É verdade que os tais consumidores são a elite da elite do país, gente que, além de saber ler, tem computador e cartão de crédito. Mas, ainda assim, é bom encabeçar um ranking como esses de vez em quando: "Se houvesse um G-8 de internautas livrescos, o Brasil faria parte do grupo", como observa Sérgio Augusto, na sua ótima matéria --"Na internet, quem diria, o livro impresso é o campeão de vendas"-- , publicada no Caderno 2 de hoje.

(ST)

3 comentários:

Kandy disse...

Olá, Silvana! Que prazer encontrar você na blogosfera. Ela certamente tem muito a ganhar com a sua contribuição! E, veja só, por aqui fiquei sabendo que a Creuza tem mais um volume. Vou correndo adquirir o meu, sempre a indico como opção de leitura para quem quer ler se divertindo! Até mais!

Sabina Anzuategui disse...

Mas não será porque temos poucas livrarias, e tanto trânsito que sair de casa fica difícil?

Silvana Tavano disse...

oi Kandy, poxa, há quanto tempo!
Pois é, além de tudo o que eu faço, virei "blogueira" há poucos meses -- o que tem me dado um trabalho considerável. Mas, por outro lado, tem dessas surpresas gostosas! Bom saber de você. Claro que vou visitar seu blog no meu próximo passeio de bicicleta.
Um beijo, Silvana

oi Sabina,
Será? Pode até ser... Como o autor da matéria, também acho que seria melhor se o Brasil fosse o país latino-americano com o maior número de livrarias... De qualquer jeito, ainda bem que esses internautas-consumidores andam preferindo comprar livros a, sei lá, cremes ou viagras, você não acha?
beijo, silvana