18 de mai de 2012

O convite do senhor Alfabeto

Queridas letras, quero anunciar uma novidade. Mas, calma! Mal comecei a falar e já estou vendo alguns sinais se contorcendo de aflição. Sosseguem, não é um novo Acordo Ortográfico. Na verdade, não aconteceu nada de excepcional, ainda... Mas acho que todas vocês vão gostar! Não pretendo fazer suspense, porém preciso dizer algumas coisas antes de chegar ao ponto.

Este grupo mora na minha casa desde sempre e, se depender de mim, nunca faltará um espaço exclusivo para cada uma de vocês – afinal, é uma grande honra hospedar as vinte e seis letras do clã da Língua Portuguesa! Aqui, todas sempre terão um lugar, e tanto isso é verdade que os quartos das queridas Ká, Dáblio e Ipsilon foram reabertos assim que recebemos o comunicado oficial de que elas estavam voltando para cá.

Enfim, a família é grande e convivemos na maior harmonia porque todos respeitam as regras da casa. Sei o quanto vocês gostam de tagarelar quando saem por aí aos pares, em grupos ou mesmo sozinhas para ir ao encontro de seus respectivos sons. Acompanho esse vaivém com muito interesse e não canso de me surpreender com tudo o que vocês inventam pelo mundo afora! Mas, debaixo do meu teto, sabem que é preciso manter a ordem, permanecendo em seus devidos lugares. Por isso, só posso agradecer a todas pelo comportamento exemplar: vocês só se manifestam quando são convocadas a dizer seus nomes!

Sei que é assim que deve ser, mas...

De uns tempos para cá, ando matutando com a seguinte questão: convivemos há tantos séculos e eu nunca perguntei o que vocês pensam quando ficam aqui, tão caladas...

Então, finalmente, vamos à grande notícia do dia: resolvi convidar os fonemas para uma farra excepcional nesta casa sempre tão organizada. Isso mesmo! Hoje o som está liberado e, a partir de agora, todas podem se visitar e falar à vontade. Mas, atenção, uma de cada vez e seguindo a sequência de sempre. Não precisamos exagerar na bagunça!

O que vocês acham dessa ideia? Proponho que comecemos imediatamente. Estou ansioso para ouvir o que todas têm a dizer!

Faço minhas as palavras do senhor Alfabeto e convido todo mundo pra aparecer amanhã no lançamento do livro, a partir das 15h, na Livraria da Vila (rua Fradique Coutinho, 915). Até lá! 
Postar um comentário