2 de mai de 2012

Noite

Debaixo da cama, encolhido de frio, o monstro desistiu de assombrar e adormeceu junto com a menina, ouvindo o barulho da chuva fininha, ninando a noite, sem nenhum medo do escuro.

Nenhum comentário: