22 de set de 2009

Estátua!

Outro dia fiquei um tempão observando essa moça-estátua que faz sua performance na av. Paulista, na frente do Conjunto Nacional. Ela tem um controle impressionante: fica estática, durinha, não dá pra notar nem a respiração. De vez em quando até bate um ventinho na saia dela, mas nada se mexe no rosto, nas mãos, na postura. Longos minutos assim, estátua mesmo.


Ela "acorda" quando alguém coloca uma moeda na latinha. Daí a estátua espreguiça e agradece com uma mímica cheia de graça. Mas isso às vezes demora um tempão: a maioria das pessoas passa sem prestar atenção, e também tem muita gente que vê mas não dá a menor bola. E ela lá, firme.

Parece que ela só não é invisível pros pequenos. Nem todos têm chance de entrar na brincadeira, porque a mãe ou o pai segue andando, indiferente ao pescoço que a criança continua entortando até sumir na esquina. Mas todos os que passaram enquanto fiquei por lá olharam pra ela. Valeu esperar pra ver essa menininha: foi ela quem virou estátua quando a moça abaixou pra dar um presente tirado de um saquinho.

(ST)

5 comentários:

Natali Assunção disse...

Temos aqui em Recife um homem-estátua que fica no Recife Antigo. A perfómance dele também é assim.
Mas engraçado como a delicadeza das palavras dão uma vida nova ao que estamos acostumados a ver, não é? E como essa delicadeza encanta quem ainda não conhece o que está sendo retratado.
Gostei.

Tino Freitas disse...

Depois de uma semana na Terra do Sol, despachei um sem juízo autografado para terras paulistas. Só não sei se os grevistas vão entregar... É capaz de abrirem o envelope para uma leiturinha no meio da greve... cruze os dedos daí. Beijundas e abraços musicais.

Silvana Tavano disse...

Oba, Tino, obrigada! E o meu pacotinho, já apareceu por aí?

Lucia disse...

Que lindas as estátuas...adorei!
Bjs
mini Lu

Adriana Carvalho disse...

É a este tipo de coisa que chamo "MAGIA"
Bjos