7 de abr de 2011

O primeiro sutiã

Eu ainda não tinha 12 anos quando ganhei meu primeiro sutiã. Como fui uma das primeiras a precisar do acessório, lembro que, no início, achei esquisito e ficava sem graça quando os meninos puxavam a alça só pra azucrinar. Já entre as meninas o sutiã provocou um efeito diferente: aquela sombra debaixo da camisa branca do uniforme revelava que eu já era "grande" e impunha certo respeito entre o grupo. Não é pra menos que aquele slogan publicitário fez tanto sucesso -- o primeiro sutiã a gente nunca esquece mesmo: o meu fez parte do ritual de passagem para a adolescência. Lembrei de tudo isso lendo a reportagem publicada na Folha de hoje, sobre os sutiãs confeccionados especialmente para crianças, "peças com enchimento imitando o formato dos seios"(!?!).
Confesso que fico incomodada quando vejo uma menina de 6 anos usando sandalinha de salto alto, brilho nos lábios ou fazendo as unhas no salão de cabeleireiro. Possivelmente ela já está usando ou pedindo pra mãe comprar o tal sutiã com bojo sem imaginar que, com tudo isso, não vai curtir o melhor da festa, quando chegar aos 12.

(ST)              
Postar um comentário