3 de dez de 2010

O tempo das coisas

Acabei de ler “Ismael e Chopin”, um infantil do português Miguel Sousa Tavares que ainda não foi lançado aqui. Comprei o livro em julho, quando estive em Lisboa, mas ele saiu da mala e foi direto pra fila de espera do meu criado mudo. A história do coelho Ismael, o filho número 29 de uma família de 52 irmãos, é uma fábula linda sobre crescer e aprender tudo, inclusive a esperar, pois “todas as coisas têm o seu tempo”. Por uma dessas sincronicidades que fazem a gente pensar, o livro chegou no topo da minha pilha num momento em que eu estava matutando justamente sobre isso, chateada, porque o ano passou tão rápido (e não é sempre assim?) sem dar tempo pra que acontecesse tudo o que eu esperava. 
O coelho Ismael me fez lembrar que o tempo das coisas não bate com o ritmo da gente e mais: colocar o desejo nesse compasso é uma arte que se aprende... com o tempo. O melhor é chegar no final dessa história com a certeza de que sempre vale a pena esperar. 
(ST)               

6 comentários:

Rodrigo C disse...

Há que se ter muito sangue frio para esperar...

Anônimo disse...

O que é do homem, o bicho não come e o apressado come cru e tem dor de barriga depois. Confesso que ainda estou aprendendo essa tal virtude: a paciência!
arianna

Carla Caruso disse...

Fiquei curiosa. Quero ler!

Beijos. Carla

Caleidoscópio disse...

que lindo. Acho que também preciso aprender algumas coisas com esse livro=)

Felipe Aço disse...

É ótimo se ver nos bichos e representar as indagações que inundam a alma infantil (e adulta!). Também fiquei curioso para conhecer a obra.
Paz!

Silvana Tavano disse...

Eu já era fã desse autor -- "Equador" e "No Teu Deserto" são muito bons. Ainda não li "Rio das Flores", parece que também é um ótimo livro. Infantis, acho que ele só escreveu dois, "Ismael" e "O Segredo do Rio", que eu também comprei na viagem e é uma lindeza. Dei uma busca e encontrei "O Segredo" à venda no site da livraria Cultura. "Ismael" é mais recente, mas certamente logo vai aparecer por aqui. Recomendo os dois.
Abraços pra todo muundo