20 de out de 2010

A turma da janela


Quem sempre passa por aqui já conhece essa turma. Eles aparecem todos os dias e eu retribuo a visita com lanches cada vez mais supimpas. No começo, nosso contato era basicamente visual -- entre uma bicada na banana e outra no mamão, eles davam uma olhadinha pra checar meus movimentos e chispavam imediatamente quando eu ameaçava me aproximar. Agora, eles até conversam comigo enquanto sirvo o café da manhã na janela. Todo dia tem história, e uma delas foi parar num livro que sai no próximo ano. Já está combinado: vamos rachar os direitos autorais.

(ST)

8 comentários:

Nine disse...

Nossa, Silvana, invejei esse café da manhã dos seus amiguinhos, em? Maravilhoso! Beijos!

déborah disse...

Que lindos! Que privilégio ter amigos verdes que sabem cantar...

Leda Lucas disse...

Isto acontece porque há pessoas que ainda têm um lugar e alma para outros.
Delícia de companhia! Curta-a.
Se isto acontecesse comigo que moro em apartamento e tenho duas gatas que espiam – com saudade dos tempos que não voltarão jamais – as andorinhas e beija-flores e sabiás e bem-te-vis e até joão-de-barro que acabou de fazer casa numa ameixeira no playground..., todos os ponteiros dos relógios do mundo inteiro não me despertariam!

... disse...

silvana

tem poesia nesta janela.

Érica Elke disse...

Ai, que inveja dessa janela!!!Vou fazer o mesmo aqui na minha pra ficar passarinhando, passarinhando...

Rosaly Senra disse...

adorei o "rachar os direitos autorais" ... para eles significa uma mesa de café muito mais farta??? bjs

Silvana Tavano disse...

É por aí, Rosaly! Delícias e iguarias, rsrs
beijo

lei Zoé disse...

hehehehehe
adorei