1 de fev de 2010

Aquarela (4)

Sol do meio-dia:
Azuis claros
Sombras fugidias

(ST)

3 comentários:

Érica Elke disse...

Lindo! E já pegou o sol das três da tarde? Esse arde!

Carlos Pires disse...

Extingue-se o dia
mas não o canto
da cotovia

Depressa se vai a primavera
Choram os pássaros e há lágrimas
nos olhos dos peixes

Matsuo Bashô, "O Gosto Solitário do Orvalho"

aqui: http://lugardaspalavras.no.sapo.pt/poesia/basho.htm

Silvana Tavano disse...

Que lindeza, Carlos, adorei!