22 de jan de 2010

Palavras-martelo

Não é pensamento fixo, mas funciona do mesmo jeito. Às vezes uma palavra -- qualquer uma -- aparece do nada e fica martelando dentro da cabeça. Podem ser duas, ou quase, tipo "o abraço". Mas em geral é só uma mesmo, e quase nunca faz sentido, não combina com o que estou fazendo ou querendo pensar naquela hora. Pior ainda é quando o mantra vem com ponto de interrogação, um "quando?", por exemplo. Faz uma semana que esse "quando" está me perturbando. Sei que tem uma ideia rondando, sempre é assim que acontece -- a palavra-martelo fica batendo e de repente encaixa numa frase, vira um título, um poema. Ainda não descobri qual é a desse "quando?", mas ele é bem insistente. Não sei se vai dar em alguma coisa. Por enquanto, a martelação só serviu pra escrever este post.

(ST)

7 comentários:

Renata Oliveira :D disse...

Hilária. As vezes quando me falta alguma palavra em uma conversa, quando me falta um adjetivo eu não descanso. Até achar alguma palavra que expresse o que eu quero.


renata

Tati Campêlo disse...

estou divulgando meu novo blog
www.gastronomiaefotografia.blogspot.com
Se possivel de uma passadinha lá!

Atenciosamente
Tati

wanessa mhaira maia disse...

Rezumindo ao maaaxiimo.
adorei o texto.
seguiindo aqi. ;DD'

"ZZ" disse...

Seu blog é o máximo!!!
Não conhecia, parabéns!!!
Seus textos são ótimos.

Silvana Tavano disse...

oi ZZ, obrigada! logo mais também vou xeretar suas histórias de pai de primeira viagem. Venha sempre!

Maria Teresa disse...

Ah, Silvana, e como essas palavras martelam... Você disse tudo. Bjos

Rita disse...

Não me sai da cabeça: "palavra... martelando dentro da cabeça".

gostei muito. kiss kiss