9 de jan de 2009

Reforma (mais que) ortográfica

Com a nova ortografia da língua portuguesa, dei um triste adeus aos tremas e a algumas palavras que levavam acento. Vou sentir falta da velha ortografia, uma falta nada nostálgica, mas visual.
O voo, sem o circunflexo, parece que ficou mais raso e pesado; lembra o voo de um inhambu, essa ave grande e pesada e desajeitada que, para sair do chão, bate asas com estardalhaço, como se fosse uma bandeira ao vento.
E o que dizer da nova ideia? Sem o acento agudo, tornou-se grave, fechada e sugere uma pronúncia mais lusitana. Lamento a nudez da ideia, como lamento também a nudez da palavra jiboia, que perdeu o acento espetado no centro do corpo.

Milton Hatoum, no Caderno 2 de hoje.
Postar um comentário