30 de ago de 2012

Meu querido escafóide

Você sempre esteve aqui, inteirão, junto comigo para o que desse e viesse. Apesar disso, eu não sabia nada sobre você, nem seu nome, e confesso: nosso relacionamento provavelmente seguiria sendo como sempre foi -- distante, pra não dizer inexistente. Peço desculpas, mas é que, às vezes, a gente só se dá conta de certas importâncias quando acontece uma ruptura. Se você não tivesse rachado, eu não saberia como pode ser difícil escovar os dentes, pentear o cabelo e fazer uma infinidade de coisas que sempre foram "grátis", afinal, você nunca cobrou por nada disso! Entendo sua revolta, mas, poxa, você sabe que sou da esquerda, não precisava ser tão radical assim... Bom, agora é tarde, não dá pra gente negociar, e você me pede paciência. Vamos em frente! Nosso primeiro contato foi meio traumático, é verdade, mas temos pelo menos trinta dias pra ajustar as coisas e restabelecer o nosso vínculo. Enquanto isso, aproveito pra conhecer melhor o seu irmão gêmeo que tem feito o possível e o impossível pra me mostrar tudo o que a mão direita é capaz de fazer -- e eu que sempre chamei a pobrezinha de desajeitada?
...
No sábado, conversando com meu querido escafóide, no pátio do pronto-socorro.

8 comentários:

Rosaly Senra disse...

pois é, paciência é a palavra de ordem. pelo menos no computador, ambos fazer (quase) mesmo serviço, não importa se destra ou canhota!

Rosaly Senra disse...

nossinhora... texto horroroso esse meu, acima. Deu pra entender, né? paciência, fique fria, relaxe, medite... diminua o ritmo, não precisa ser super...

Silvana Tavano disse...

rosaly, não é bem a mesma coisa, rss... cada vez que topo com um til tenho que me entortar toda pra acertar a teclinha e o shift ao mesmo tempo. fazer o quê? paciência, né?

Carla Caruso disse...

nem precisa de til,Sil. Beijos

MCris disse...

a uma ciclista convalescente
(principalmente às atletas de alta performance imaginativa)
prescreve-se o constante cuidado consigo mesma
e espera-se que o exercício de alternar entre pernas e rodas
(praticado cotidianamente no passado)
ajude a lidar com a estranheza
de um corpo menos simétrico...

sinta-se acolhida e fique boa logo!

(^o^)

Silvana Tavano disse...

obrigada, Cris!!!

Tiane disse...

Puxa vida! Tadinho do Escafóide! Melhoras a ele! E muita paciência pra ti! Justo o esquerdo, heim?! Melhoras pra ti também! Bjinho! Tiane

Eunícia disse...

A vida é assim, cheia de descobertas pelo caminho: você sequer sabia desse amigo e agora vai lembrar dele sempre.

Deixa estar, vocês vão reatar e ao cabo você terá exercitado o irmão gêmeo dele. Acho que ele vai gostar dessa folguinha...
:)

Eu sou destra, mas tem várias coisas que gosto de fazer com a esquerda ou que acho que faço melhor: apagar lousas é uma delas e olha que, no meu caso, é ação regular...

Melhoras!
Eunícia.