22 de dez de 2009

Passagens

Nos últimos meses andei conversando com um monte de gente -- especialistas e adolescentes -- sobre rituais de passagem, assunto de dois livros que me esperam em 2010. Muitas vezes me emocionei com os garotos e garotas contando como se despediram da infância, os que encararam essa passagem sem olhar pra trás, decididos e curiosos, e também os mais reticentes, que cruzaram a ponte com certo receio e alguma saudade.
Durante essas conversas, compartilhei descobertas, aventuras e conquistas, porque, de alguma forma, ainda sou a menina de 5, a garota de 17, a mulher de 30 e de todas as idades que já tive. Ouvindo essas histórias me dei conta de que nos últimos doze meses eu também estava em pleno ritual de passagem, trabalhando em casa depois de anos e anos em redações, numa fase nova, empolgante e, às vezes, um pouco amedrontadora, sentindo tudo o que a gente sente nos períodos de mudança em qualquer idade -- de um jeito ou de outro, estamos sempre cruzando pontes. Bom é quando fazemos essas passagens com alegria, em busca de tudo o que ainda está pra acontecer.
Até janeiro!

(ST)

5 comentários:

Juliana Valentini disse...

Bonito texto, Sil. Um final de ano tranquilo e um 2010 novinho em folha cheio de momentos alegres pra você.
Beijo grande,
Juliana.

Silvana Tavano disse...

Juliana, querida, lembrei de você enquanto escrevia em cima da minha nova mesa-almofadinha -- uma delícia!

Tudo de bom no final deste e no início do novo ano (e vamos torcer pelo módulo 4 em 2010!)
beijos

Flávia Reis disse...

Silvana,

Passagens tornam a vida fantástica!

Até janeiro!
Flávia Reis

Anônimo disse...

...e um ano novo sinuoso pra você,com uma bela surpresa depois de cada curva!
beijo
may

Regina Lopes disse...

Oi Silvana! Que em 2010 você pedale bastante por aqui. Bjs