1 de jul de 2009

Na estrada

Quando eu era pequena, o cinto de segurança do carro era enfeite, quase ninguém usava. De todo modo, naquela época, tudo o que eu precisava pra me sentir segura era saber que meus pais estavam no banco da frente. E assim que a gente pegava a estrada, eu ficava de joelhos pra olhar pelo vidro de trás e poder contar quantos carros o nosso ultrapassava. As férias começavam na viagem: parar pra fazer xixi e tomar refrigerante fazia parte do programa e quando apareciam as primeiras vaquinhas pastando aqui e ali, minha cabeça já estava muito longe de casa. Hoje em dia, vou no banco da frente e coloco o cinto automaticamente, mas quando estou nessa estrada que me leva pras férias embarco naquela mesma viagem, ansiosa com todas as novas brincadeiras que vão pintar. Até a volta!

(Silvana Tavano)
Postar um comentário