1 de jul de 2009

Na estrada

Quando eu era pequena, o cinto de segurança do carro era enfeite, quase ninguém usava. De todo modo, naquela época, tudo o que eu precisava pra me sentir segura era saber que meus pais estavam no banco da frente. E assim que a gente pegava a estrada, eu ficava de joelhos pra olhar pelo vidro de trás e poder contar quantos carros o nosso ultrapassava. As férias começavam na viagem: parar pra fazer xixi e tomar refrigerante fazia parte do programa e quando apareciam as primeiras vaquinhas pastando aqui e ali, minha cabeça já estava muito longe de casa. Hoje em dia, vou no banco da frente e coloco o cinto automaticamente, mas quando estou nessa estrada que me leva pras férias embarco naquela mesma viagem, ansiosa com todas as novas brincadeiras que vão pintar. Até a volta!

(Silvana Tavano)

4 comentários:

maysa disse...

Boa Viagem cunhada, curta muito.

Liene disse...

Silvana,
Ando um pouco sumida dos comentários por aqui. Mas agora vim com tudo... Até já me tornei uma seguidora oficial...rsrs. Apesar de te acompanhar já há muito tempo!

Férias é assim mesmo... as lembranças afloram e gente volta a ser criança... Bom descanso!

P@ulinh@ disse...

Boa viagem!!!
Se tiver um tempinho, dê uma olhadinha lá no meu blog, fiz uma referência a você no "Um ano de blog".
Paulinha


http://paulinha.akkari.zip.net

cadeorevisor disse...

Nossa, você me fez voltar ao passado! Era assim que eu viajava: ajoelhado no banco traseiro, com a cabeça sobre o motor quentinho da brasília bege-jangada dos meus pais.
Mas o melhor da viagem sempre foi voltar para casa. Eu chegava correndo e pulava na minha cama, agarrando o travesseiro.
Você viu o blogue da Paulinha nos últimos dias?

Beijo,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com