18 de jan de 2012

Magas

Elas já apareceram aqui, há dois anos, no dia em que ganhei esse presente de uma amiga querida. Vieram dentro de uma caixinha, enroladas num manual de instruções que ensina a brincar com as bonecas de acordo com uma antiga tradição do Vietnã. Acontece que a brincadeira é séria: a ideia é conversar com uma das três sempre que a gente estiver precisando resolver um problema, e eles recomendam que essa conversa aconteça de noite, um pouco antes da hora de dormir. Daí a confidente sai da caixinha, escuta tudo com atenção e, durante a noite, enquanto a gente descansa, ela vai tentar resolver a questão. As regras são rígidas: como são só três bonecas, é permitido ter no máximo três problemas por dia.
Desde que chegaram, elas dormem na gaveta do meu criado-mudo. Muitas vezes abri a caixinha só pra dar um olá, e por longos períodos esqueci que as três estavam ali, prontas pra ouvir e ajudar. Mas, ontem, bati um longo papo com as três -- como a história é um pouco complicada, achei melhor abrir uma exceção e convocar uma junta. Enquanto elas continuam buscando uma solução, eu arranjei um tempo pra pensar em outras coisas, inclusive no blog, que ficou meio abandonado nos últimos dias. Escreve isso e mais aquilo, aos poucos tudo vai entrando num certo eixo, e o que, ontem, parecia tão difícil, hoje já não assusta tanto. Sabidas essas bonecas, não?

7 comentários:

Uma parte de mim disse...

Oiii Silvana!
Precisaria de uma dúzia delas rsrsrs aqui tá russo!,bjos.

Ana Paula disse...

Sabidas sim! E tenho certeza que elas não se importarão de passarem longos períodos só recebendo um olá dentro do criado-mudo assim que a "junta"resolver tudinho.
E elas têm uma carinha de aconchego!
Beijo

Fernanda T. disse...

Que fofas! Adorei! Bjos

http://modadesign-afins.blogspot.com/

Nina disse...

Sabidas mesmo. Comigo funciona geralmente assim, desabafo qd preciso, no blog, e já me sinto bem só em clicar em publicar :-)

Adorei a história por trás das bonecas. E claro teu modo de escrever. Td mt lindo por aqui.

Um beijo

Leda Lucas disse...

Que lindas as bonequinhas e a história!
Bom ter assim a quem recorrer nas horas de aperto.

MCris disse...

Oi, Silvana!

Percorri o seu blog mais uma vez hoje e olha só o que eu encontrei, além das minhas apreciadas ostras: conchas, gavetas, caixinhas, buracos, lagartixas...

Será que são só os meus olhos ou você está mesmo morando nos cantinhos da casa, nos espaços da intimidade mais delicada?
.
De qualquer maneira, segue um abraço.

P.S. Meu nome é Maria Cristina, mesmo, mas MCris se enrola, se encolhe e cabe na concha do menor caramujo.

Silvana Tavano disse...

Maria Cristina, você está na pista certa, rss.. Ando mesmo fuçando os meus cantinhos em busca de "coisas" que guardei há muito tempo.
Ah, adorei o artigo que você sugeriu no seu comentário anterior. Obrigada!