6 de mai de 2016

mãe

a fivela-pente, o anel de pérola
o bloquinho de notas com a letra dela
uma foto-binóculo, a carteira de identidade
abro a caixinha, encontro a saudade

Um comentário:

Eunícia disse...

Chorei um pouquinho. Por alguns objetos que também me acompanham em família, pela singular letra de minha mãe, por ela estar dia a dia perdendo a memória. Saudade do ontem, do agora e a certeza dela no por ir.