22 de nov de 2012

No trânsito

Olho para o lado e vejo dois meninos brincando em volta de um fusquinha azul, dentro da pequena garagem de um sobradinho da Heitor Penteado. O mais alto deve ter uns sete anos e se diverte muito cada vez que inverte o sentido do pega-pega, surpreendendo o menorzinho em pleno voo. Pra que a brincadeira não acabe, ele breca de propósito, finge que desiste só para o pequeno ter tempo de sair correndo na direção oposta. Então os dois disparam de novo, rindo sem parar, até o menino repetir a armadilha e o outro levar o mesmo susto, como se fosse a primeira vez. Quando os carros começam a se mover, avanço devagar, com os olhos no espelho retrovisor e tenho vontade de acenar para as crianças, agradecida por me fazerem lembrar que a alegria não precisa de motivo pra acontecer.
Postar um comentário