15 de out de 2011

Noite

Sonhei que alguém me contava uma história, e era uma história sensacional. Eu ouvia com muita atenção, mas como sabia que estava sonhando fui ficando angustiada com a possibilidade de não lembrar de nada no dia seguinte e dizia pra mim mesma: “acorda e escreve já, amanhã as palavras não vão dar conta de trazer esse sonho de volta”.
Hoje abri os olhos e era só isso: a lembrança da minha urgência sonhando uma história que ainda não quer acordar.

2 comentários:

Fabíola disse...

Lindo sonho de poeta, Silvana... gostei muito de "uma história que ainda não quis acordar".

Maria Jose disse...

Ótima descrição de como são essas histórias!
Beijos,
Z