29 de set de 2007

Porque o cravo não brigou com a rosa

Parlendas, trava-línguas, mitos e cantigas populares. Tem tudo isso nos livros da escritora Lenice Gomes, que conheci em Paraty, na última Flipinha. Lá do Recife, ela manda uma quadrinha popular que fala de amor, tema do próximo livro:
Roseira, dá-me uma rosa
Craveiro, dá-me um botão
Menina, dá-me um abraço
Que te dou meu coração.

Um comentário:

Kandy disse...

Sabe que, quando eu era pequena, eu ficava horrorizada com a música do Cravo que brigou com a Rosa? Eu achava o Cravo um grosso e a Rosa uma idiota de ficar atrás de um fulano que a maltratava daquele jeito, mesmo com o arrependimento do Cravo na segunda estrofe. Essas músicas já ensinam a gente a perdoar desde cedo, né?