18 de jun de 2014

esboços

Meu nome é Preto Pretinho Tom Domenico Xavier Ogato Péricles-da-Silvia.
Não costumo me apresentar assim e nunca fui chamado desse jeito, quer dizer, com tudo junto ao mesmo tempo. Mas já que resolvi escrever um livro sobre as minhas sete vidas vocês precisam saber que tenho – ou melhor: tive -- todos esses nomes. Um de cada vez, claro.
Fora os apelidos. Pipo, por exemplo, virou uma espécie de sobrenome na época em que me chamavam de Ogato. Já o detestável Ronrom praticamente substituía o nome oficial da quinta vida: “XAVIER” só era mencionado (assim mesmo, em voz maiúscula) nas horas mais... Como dizer? Bem... Tensas. Em compensação, também tive o prazer de ser tratado por Dom na maior parte do tempo em que me batizaram de Domenico. Dom é adorável, não acham? Simplesinho e, ao mesmo tempo, tão elegante! Cá entre nós, se tivessem pedido a minha opinião, bem que eu gostaria de ter sido sempre e apenas Dom, não só durante a quarta vida, por sinal, uma das melhores (…)

em construção: um "começo de história" e um "estudo de gato" do Daniel Kondo, 

5 comentários:

Tiane disse...

Quero ler o resto...

Gabriel Damazio disse...

Olá, Sou Webdesigner e estou com um projeto no qual irei criar 50 sites gratuitamente para Blogueiros de todo o Brasil, gostaria de saber se você tem interesse em renovar o seu blog? Entre em contato: agencys.com.br

Lilasesazuis Gata disse...

Olá, Silvana,

Vi seu blog na lateral do blog da Tiane.

Vim conhecer e...amo gatos e poesia.

Gatos com poesia...perfeito!!

Tenha um ótimo final de semana,

beijinhos,

Lígia e =^.^=
(espero a continuação da historinha...)

Anônimo disse...

Preciso saber se você é a mesma Kandy que eu conhecí nos anos 90. Estou esperando algo sobre aquela época. Eu entro de vez em quando para ver se tem novidades. É só o que procuro. Se eu encontrar algum elemento que me faça saber se a conheço, me identificarei imediatamente. Até logo.
Um grande beijo e que Deus ilumine seus caminhos.

Silvana Tavano disse...

oi anônimo!
não sou a Kandy, sinto muito! já era Silvana nos anos 90...